segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Lluis Llach, compositor, poeta, músico e cantor Catalão

Lluis Llach tem uma canção que fala de uma galinha: "... La gallina ha dit que no, visca la revolució ! " Como eu gosto de ouvir o Lluis Llach a cantar as suas belas canções.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

José Saramago, Caim, a Bíblia, Prisciliano e o Galo de Barcelos.

1-José Saramago merecerá sempre o meu respeito pela coragem intelectual e posso mesmo dizer, pela coragem física, que tem demonstrado. Zanguei-me com "Todos os nomes", e nada mais li dele impresso em forma de livro. O anátema não foi válido para as suas declarações e crónicas. Mas agora extingui-lo-ei e vou comprar o "Caim", pois é a forma de sair e estar ao seu lado ombro a ombro. Não li a Bíblia toda como não li Saramago todo. De Uma e de Outro livros há que me aborreceram. A narrativa ou as palavras perturbaram a minha leitura e desisti. Talvez o meu empenho não usasse da disponibilidade suficiente mas sim do preconceito bastante que impediu levar por diante a jornada. A Bíblia é um Livro de Livros. Livros foram seleccionados enquanto outros foram retirados mais pela conveniência humana do que pela inspiração Divina. A leitura literal da Bíblia foi feita durante séculos até hoje. Essa forma de ler tem inspirado os fundamentalismos mais radicais. O entendimento estrito, mais imediato e acessível a qualquer um, foi paradoxalmente proibido por esses fundamentalismos directamente quando não permitiram nem permitem a contextualização, nem a interpretação, nem a adequação cultural e temporal. Também indirectamente o entendimento era negado quando a leitura e a celebração utilizava uma língua morta ou desconhecida da audiência como até há pouco foi o Latim ou as línguas dos colonizadores. É deste entendimento estrito que julgo Saramago estar a falar. Se lermos Deus como uma entidade externa a nós próprios, então Saramago tem toda a razão Deus aparece como ser caprichoso sempre pronto a castigar. Se Deus for lido como algo que somos no Universo, no Todo a que pertencemos, Saramago tem razão também, a Bíblia é um livro para a nossa interrogação interior, para o nosso achamento e deve ser guardado em casa longe do alcance até que seja apresentado às crianças com a parcimónia e o acompanhamento que se usa para os contos infantis mais aterradores. 2- A permeabilidade que os primeiros cristãos até ao séc.IV tiveram relativamente a influências filosóficas orientais foi duramente reprimida e culminou com a decapitação de Prisciliano o primeiro mártir cristão a ser executado como herege e após confissão obtida através de tortura. Foi o primeiro supliciado por mãos laicas a mando da Igreja a primeira vítima do que mais tarde foi chamada Inquisiçao e que hoje se chama Congregação para a Doutrina da Fé. Prisciliano não era um crente qualquer, era Bispo de Ávila. A sua atitude, o que dizia e o que escrevia ameaçavam o poder da Igreja. A igualdade entre homens e mulheres, o acesso das mulheres ás leituras da Bíblia a par dos homens, o direito á auto-interpretação dos textos bíblicos e á leitura não literal, a eleição de leigos á categoria de doutores, o ascetismo exigente que obrigava os sacerdotes ao celibato, ao voto de pobreza e ao jejum dominical, a maior exigência para os sacerdotes em oposição à maior benevolência para os leigos etc. etc. etc. Eram demais e ainda hoje são demais. A implantação do Priscilianismo no Noroeste Ibérico mantém-se até hoje. Como não conseguiram acabar com a romaria ao túmulo do Santo Mártir Herege Prisciliano, no séc.IX construíram uma imponente catedral no local e mudaram o nome do santo para São Tiago. Santiago de Compostela. Não se aperceberam porém que Prisciliano que advogava a itinerância o caminhar descalço dos sacerdotes sabia que quem faz uma peregrinação acaba por se encontrar consigo próprio que é o mesmo que dizer com Deus. 3- Hoje sugerem até que Saramago deixe de ser português. Assim fez um Senhor Deputado ao Parlamento Europeu eleito nas listas do PSD. Como se a renúncia de Saramago à sua Nacionalidade o tornásse alheio aos portugueses. Era como se fôsse possível que o Galo de Barcelos deixásse de ser português. O Galo de Barcelos um símbolo Priscilianista (teoria minha) metáfora da Hospitalidade e do dever de Justiça perante o forasteiro, é um património de todos os portugueses e de todos os que comunguem com esses valores em todo o Mundo. O Galo de Barcelos tal como Saramago é património português e da humanidade

Era jovem, estava particularmente interessado na pintura de Sandro Botticelli-I was young and I had a keen interest in Sandro Botticelli's painting.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A história do chupa-chupa.

A história da cobra que roubava ao menino o leite do seio de sua mãe.

Ontem foram as Eleições Autarquicas, elegemos Presidentes de Câmara, e representantes para as Assembleias Municipais e Juntas de Freguesia._________________________________________________________________________ Porque carga de água me havia agora de lembrar desta velha história???.......E não é que nao me sai da ideia!?.....

Ericeira olhando para sul.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Catarina Garcia e mais finalistas da Faculdade de Belas Artes da U. Lisboa- "Casa Gravada"-Exposição de Gravura na Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves

A Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves é uma Jóia escastrada no meio de Lisboa do início do séc.XX. Ali junto à maternidade Alfredo da Costa onde eu e meia-Lisboa nascemos, a maternidade é o edifício amarelo que se vê ao fundo. Foi casa Atelier de José Malhoa. Daí se entende a grande janela que o arquitecto Manoel Joaquim Norte Júnior traçou. António Anastácio Gonçalves foi Médico Oftalmologista e dos bons. Terá sido Médico Oftalmologista de Calouste Gulbenkian que viveu perto dali a 200m no seu hotel. Este hotel que se transformou no hotel de uma só pessoa e por isso a sua casa foi demolido. Infelizmente nós portugueses não o soubemos conservar em agradecimento. Mas isso é outra história. Anastácio Gonçalves à sua escala foi um coleccionador tão importante como Calouste Gulbenkian. A paixão pelas suas peças fossem elas pinturas portuguesas ou porcelanas do Oriente era a mesma de Gulbenkian. Talvez assim se perceba a amizade e até cumplicidade entre eles. Mas o que interessa agora é que vão ver a magnífica exposição, em que toda a casa e os seus bons fantasmas foram absorvidos e reinterpretados pelos promissores artistas. A exposição ficará até ao próximo 31 de Janeiro de 2010. Nesta exposição estão à venda os restantes exemplares de uma tiragem pequena de um "livro de artista" (artistas),que traz gravuras numeradas e assinadas pelos participantes na exposição. O livro em si é uma preciosidade como objecto. O conteúdo é bom e vale como obra de arte múltipla por si só ou destacável nas suas folhas individuais. (....Sobre este assunto aqui ao lado podem consultar o blog "Cadernos afetivos" da Artista e Mestre Márcia Regina de Sousa que sobre o assunto investiga, colecciona e produz. .....) As instituições em geral, não só os museus, bem podiam seguir o exemplo da Casa Museu Dr.Anastácio Gonçalves e da FBAUL, convidar jovens artistas, mas também os velhos artistas para desenvolverem trabalho tal como o que aqui se fez e exibe. A todos o meu agradecimento.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Otto Roland Halbritter von Bismark has arrived.

Roland Halbritter "historian in culture and art, sometimes collARTagist" that is, someone who makes collartage;In his own words "... collARTage means a collaged, drawn, painted or mixed media work"; sent me a formal invitation to participate on his mail art call on the german politician Otto Von Bismarck....................................................................... Roland Halbriter historiador de arte e cultura, ás vezes collartagist, ou seja alguém que faz colartagens; melhor dizendo faz trabalho artístico com colagens, desenho, pintura ou técnica mista; enviou-me um convite formal para participar na convocatória de arte postal que fez para o político alemão Otto Von Bismarck. Now I've received a very nice and transparent intervention. A very accurate metaphor for the German spirit of ruled discipline: a train schedule. This paper has a stamped date that remounts to the year of 1883. That year despite violent opposition, Bismarck’s laws were passed providing for sickness, accident, and old age insurance; limiting woman and child labor; and establishing maximum working hours.No, he was not a socialist but that was the way to prevent the growing rebellion of the working class. (I think President Obama is suffering now the same opposition.) His new economic policy also resulted in the rapid expansion of German commerce and industry and the acquisition of overseas colonies and spheres of influence after the 1884/1885's Berlin Conference. At that Conference Portugal emerged as a defeated nation on it's colonial intensions of expanding the territory of Angola, connecting it to Mozambique......................................... Agora recebi uma intervenção sua muito transparente e muito engraçada sobre o tema. Uma metáfora incisiva sobre o espírito alemão de regrada disciplina: um horário de trem ou comboio. O documento tem carimbada uma data do ano de 1883, esse foi o ano em que apesar da violenta oposição, Bismarck conseguiu fazer aprovar as primeiras leis para protecção dos operários em caso de doença, acidente ou idade avançada; para regulamentação do trabalho das crianças e das mulheres; e estabelendo um limite máximo para o horário de trabalho. Não ele não era socialista mas essa foi a maneira de evitar o descontentamento crescente das classes trabalhadoras. (Penso que o Presidente Obama está a sofrer agora a mesma oposição.) A sua política fez expandir rápidamente a indústria e o comércio que com a aquisição de colónias ultramarinas após a Conferência de Berlim de 1884/1885 alargaram a esfera alemã de influência. Nesta Conferência, Portugal sai como país derrotado nas suas intenções de expansão territorial ligando Angola a Moçambique. The postcard is from the Touriseum witch is, as far as I can understand, a museum dedicated to tourism, and tourism that's perhaps another perspective of Bismarck, a Britannic cartoon call Bismarck "The irreprehensible tourist..... O postal é do Touriseum, que pelo que posso perceber é um museu temático dedicado ao turismo, e o turismo é outra prespectiva de encarar Bismarck que foi apodado como "O Turista irrepreensível" pelos caricaturistas Britânicos da época.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Companhia de Teatro do Chiado:Fui ao Teatro e fez-me bem rir a bom rir.

Ali no Chiado no Largo do Picadeiro O teatro Estúdio Mário Viegas. Mesmo por baixo do S.Luís e ao Lado do S.Carlos. Ainda em cena as "Obras Completas de William Shakespeare em 97 minutos", e as "Vampiras Lésbicas de Sodoma. Rir dá anos de vida e todos precisamos de rir.

sábado, 3 de outubro de 2009

Hoje fui ver uma exposição temporária ao Museu de Arte Antiga, "Emcompassing the Globe"

O dia estava maravilhoso e até nas fotografias fiquei particularmente bem. Depois das eleições para o Parlamento da Europa e para o Parlamento da Républica, os cartazes anunciam as eleições para as Autarquias no próximo dia 11 de Outubro. Na exposição que veio dos EUA, vieram peças de todo o mundo às quais se juntaram as do Museu de Arte Antiga e que só aqui se podem ver pois não podem sair do país. Revi imagens e objectos que me são tão familiares como se fossem meus. Vi uma aguarela de um leão pintada por Dürer. Vi Maria mãe de Jesus esculpida em marfim com o mesmo rosto de Buda. Vi uma ilustração dos Portugueses de Ormuz que comiam dentro de um tanque com água para se manterem frescos em terra tão "calmosa". Fiquei com uma admiração maior do trabalho fínissimo no requinte e na delicadeza desses artistas muitos deles anónimos. Entre os do Oriente portugueses nascidos e falecidos lá. Grandes artistas de todas as artes, e que pelo seu trabalho a todas tornaram belas, fossem eles escultores, entalhadores, gravadores, ourives, marceneiros, oleiros, ceramistas, fundidores, tecelões, pintores etc. etc. Almada velha a partir do Jardim das Janelas Verdes