quarta-feira, 19 de maio de 2010

Afinal o que são contentadores

Contentadores são surpresas. Os contentadores são prendas. Os contentadores são tributos, são memórias, são garrafas de náufrago. São evocação e representação. Os contentadores podem ser bólides ou penetráveis á maneira do Grande Artista Hélio Oiticica. Podem ser mandalas. Podem ser comestíveis. Os contentadores são cápsulas do tempo. Os contentadores podem ser caixas ou envelopes de correio, arte postal, mas não são apenas isso. Podem ser a formulação de um desejo, ou o agradecimento pela superação de uma situação aflitiva e haverá vezes que isso é bastante. São também objectos de reflexão. Os contentadores podem causar inquietação se ela fôr necessária. Os contentadores são objectos de contemplação. Os contentadores são comunicação à maneira de Almada Negreiros. Os contentadores são arte popular, são transformação, são reutilização e são reciclagem. Os contentadores são símbolos e florestas de símbolos. Os contentadores são a árvore pela floresta, ou a própria floresta. Os contentadores são fenómeno, espontaneidade e liberdade. Os contentadores são realização e interpretação, são “objectos encontrados”, são “já feitos”, são criação individual e colectiva. Os contentadores são Arte e Vida.

3 comentários:

olhodopombo disse...

que coisa bacana ler isso!
não sei o que houve, mas não consegui postar seu comentario no blog....

Zélia Guardiano disse...

Belas palavras, Luis!
Um texto para reflexão...
Pra mim, em especial.
Um grande abraço, meu amigo!

mdsol disse...

:))