quinta-feira, 14 de maio de 2015

Contentador de Quinta-feira da Ascensão. Primeira Fotografia da resposta ao desafio do amigo Diogo Rosa. Desafio que consiste em publicar fotos de flores durante três dias seguidos, e depois lançar novo desafio a três outras pessoas.




























  Esta fotografia aborda o tema através da representação gráfica que sugerem a palavra flor ou a palavra flores. Essa representação gráfica está patente num desenho feito por mim numa caixa Contentador e no motivo floral do lenço estampado onde a caixa está depositada. O lenço terá sido feito nos anos 30 do século passado, a sua proveniência provável é da região de Barrancos no Alentejo e terá feito parte da indumentária de uma trabalhadora agrícola, precisamente das que andavam nos campos entre papoilas cegando o pão.

 

Afinal o que são contentadores

Contentadores são surpresas. Os contentadores são prendas. Os contentadores são tributos, são memórias, são garrafas de náufrago. São evocação e representação. Os contentadores podem ser bólides ou penetráveis á maneira do Grande Artista Hélio Oiticica. Podem ser mandalas. Podem ser comestíveis. Os contentadores são cápsulas do tempo. Os contentadores podem ser caixas ou envelopes de correio, arte postal, mas não são apenas isso. Podem ser a formulação de um desejo, ou o agradecimento pela superação de uma situação aflitiva e haverá vezes que isso é bastante. São também objectos de reflexão. Os contentadores podem causar inquietação se ela fôr necessária. Os contentadores são objectos de contemplação. Os contentadores são comunicação à maneira de Almada Negreiros. Os contentadores são arte popular, são transformação, são reutilização e são reciclagem. Os contentadores são símbolos e florestas de símbolos. Os contentadores são a árvore pela floresta, ou a própria floresta. Os contentadores são fenómeno, espontaneidade e liberdade. Os contentadores são realização e interpretação, são “objectos encontrados”, são “já feitos”, são criação individual e colectiva. Os contentadores são Arte e Vida

6 comentários:

Sandra Louçano disse...

Tenho a dizer-te Luis, que um contentor desenhado assim, faz a alegria de um olhar. Alegrou o meu.
Belíssimo este teu contentor, parabéns Luis.

Luis Filipe Gomes disse...

Obrigado Sandra. Fico contente que tenhas gostado dos meus Contentadores.
Realmente eles primeiro são contentores, mas quando alegram alguém como fizeram a ti são Contentadores; alguém ficou contente.

Carlos Santos disse...

Gosto muito desta tua ilustração, faz-me lembrar banda desenhada, mas também fico a pensar como é importante a cultura popular, um grande abraço.

luisa disse...

Precisamente. O que me ocorre é falar do contentamento que esses contentadores devem proporcionar. :)

Luis Filipe Gomes disse...

Fico contente que te inspire Carlos!

Luis Filipe Gomes disse...

A sugestão é que faças a tua candidatura, é necessário um endereço postal para o receber.
Candidaturas a enviar para luisdesenha@gmail.com